Grupo Freudenberg realiza 4º Fórum Global de Inovação

São Paulo, 11 de junho de 2012 – O Grupo Freudenberg, conglomerado industrial com sede na Alemanha e presença em 58 países, realizou o 4º Fórum Global de Inovação em 23 e 24 de maio. Para integrar as empresas nas diversas regiões do mundo, eventos locais foram realizados no Brasil, China, Estados Unidos, Japão e Alemanha no primeiro dia. No segundo dia, todos os países participaram das palestras principais conectados por meio de videoconferência com a matriz, em Weinheim (Alemanha).

O Fórum local do Brasil, realizado no site da Freudenberg Não Tecidos em Jacareí (SP), reuniu profissionais de pesquisa e desenvolvimento e executivos das áreas de gestão das empresas para que a companhia compreenda a visão deles para trabalhar o tema “Inovação”. Da América do Sul, participaram 23 executivos, de sete empresas: Chem-Trend, EagleBurgmann, Freudenberg Não Tecidos, Freudenberg-NOK, Klüber Lubrication, SurTec e Vibracoustic.

 

Workshops locais
O primeiro dia foi marcado pela realização de workshops locais. No caso das empresas instaladas na América do Sul e, particularmente, no Brasil, o foco do trabalho foi o debate em torno de inovações atreladas aos princípios e valores da Freudenberg. Com abertura a cargo do Representante Regional do Grupo Freudenberg na América Latina, Juan Carlos Borchardt, os profissionais se reuniram para discutir se há espaço para inovar e desenvolver processos e tecnologias para solucionar os desafios dos negócios com atenção aos valores e princípios.

 

Mundo integrado
O segundo dia foi marcado pela realização de uma videoconferência, pela qual foi transmitida uma palestra para todas as empresas conectadas e por onde os profissionais participantes puderam apresentar os resultados dos debates em torno dos temas trabalhados no dia anterior. Na plenária realizada na matriz, na Alemanha, o foco dos debates girou em torno de inovação e matéria-prima na atividade industrial. Neste cenário, o Grupo Freudenberg entende que há uma tendência de vários insumos estarem se tornando escassos e de alto custo. Um dos exemplos para ilustrar esta questão é o fato de o consumo de petróleo ter aumentado exponencialmente o custo nas últimas décadas.