Grupo Freudenberg estrutura gestão fiscal e tributária na América do Sul

São Paulo, 17 de dezembro de 2012. O Grupo Freudenberg anuncia a contratação do administrador de empresas e advogado Benno Sanchez como Gerente de Impostos para a América do Sul. Sua chegada é uma etapa importante da criação de uma estrutura corporativa para assuntos estratégicos das companhias do Grupo presentes no continente (Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Venezuela).

O Grupo Freudenberg é um conglomerado industrial de origem alemã com mais de 160 anos e presença em 59 países. Com mais de 37 mil funcionários e faturamento superior a € 6 bilhões em 2011, suas empresas atuam em vários setores, como vedação, filtração, controle de vibrações, não tecidos, lubrificantes especiais, agentes desmoldantes, dentre outros. No Brasil, onde conta com mais de 1,4 mil colaboradores, o Grupo está presente com seis companhias: Chem-Trend, EagleBurgmann, Freudenberg Não Tecidos, Freudenberg-NOK, SurTec e Klüber Lubrication; e, desde julho deste ano, atua também por meio da joint venture TrelleborgVibracoustic.

 

Principais desafios da nova estrutura fiscal e tributária
Entre as atribuições do novo gerente, estão a responsabilidade por todos os assuntos fiscais e tributários das subsidiárias da Freudenberg no Brasil e a coordenação e apoio sobre assuntos destas áreas para todas as unidades das empresas na América do Sul. Além disso, inclui a criação de iniciativas proativas com foco na melhora da situação fiscal das companhias no continente, que afetam as operações tanto na Alemanha (matriz) como em todo o mundo.

Antes de assumir seu novo cargo no Grupo Freudenberg, Sanchez acumulou mais de 15 anos de experiência ao atuar em departamentos fiscais e tributários de grandes organizações que têm operações na América do Sul, como, por exemplo, Goodyear Engineered Products, Carrefour, ThyssenKrupp Metalúrgica Campo Limpo, e na Arthur Andersen Consultoria Fiscal e Financeira.