Freudenberg continua crescendo com rentabilidade

São Paulo, 13 de abril de 2016. Freudenberg, um grupo global diversificado de tecnologia, continua com seu desenvolvimento de negócios positivo apesar das condições desafiadoras em todo o mundo, as vendas aumentaram em 7,6%, para € 7,57 bilhões com base no método de consolidação pro rata das joint ventures. Ajustados aos efeitos cambiais, as vendas cresceram cerca de 1.6%. "Nós completamos mais um ano com crescimento rentável e sustentável. Além disso, desenvolvemos a empresa para estar pronta para o futuro através de muitos projetos de longo prazo", disse o Dr. Mohsen Sohi, CEO do Grupo Freudenberg, na coletiva de imprensa anual, na quarta-feira, dia 13 de abril.

Durante os últimos cinco anos, as vendas da empresa cresceram de € 5,5 bilhões em 2010 para os € 7,57 bilhões em 2015 através de crescimento orgânico e de sua estratégia de "buy and build". No Brasil, as vendas cresceram 1,3% de R$ 659 milhões em 2014 para R$ 668 milhões em 2015. "Nosso resultado foi diretamente afetado pela crise econômica no Brasil, principalmente no setor automotivo. Mesmo assim, devido aos nossos esforços pela diversificação de mercados e reestruturações organizacionais, conseguimos encerrar o ano com crescimento", disse Juan Carlos Borchardt, Representante Regional da Freudenberg na América do Sul.

O investimento da Freudenberg na América do Sul em 2015 totalizou €11,6 milhões ou R$ 50 milhões, destes R$ 41,8 milhões no Brasil. Esses investimentos foram feitos para melhorar e expandir as fábricas existentes, bem como as instalações de pesquisa e desenvolvimento em quase todas as unidades de negócios. "Mesmo com a recessão econômica no Brasil, as estratégias do Grupo Freudenberg são de longo prazo. Um exemplo importante é o novo site conjunto das empresas da Freudenberg: Chem-Trend e SurTec, em Valinhos, que será inaugurado oficialmente no final deste mês", ressalta Borchardt.

 

Inovação
A Freudenberg investiu mais do que nunca em inovação durante o ano passado; o Grupo Freudenberg conduziu atividades de pesquisa e desenvolvimento no valor de € 315,3 milhões (ano anterior: € 270,3 milhões). Isto corresponde a 4,2% (ano anterior: 3,8%) destinados a pesquisa e desenvolvimento.  O objetivo de todas as atividades é aumentar ainda mais a participação de novos produtos nas vendas. A participação dos produtos com menos de quatro anos de idade chegou a 26,0% (ano anterior: 28,2 %). Um total de 2.772 colaboradores trabalhou em P&D em 2015 (2.582 em 2014).

O Brasil segue a mesma estratégia, no novo site em Valinhos as instalações de P&D desenvolvem produtos adaptados ao mercado brasileiro. "As ações de inovação de cada empresa incorporam o principal ponto forte da Freudenberg – competência em materiais, que é constantemente expandido", disse Sohi. "Nossos esforços corporativos são focados nas principais tecnologias transversais relevantes para vários segmentos. Eles reforçam a nossa força inovadora."

 

Juntos pela sociedade
A Freudenberg tem como objetivo fazer a diferença para as comunidades e vizinhos de todas as unidades em todo o mundo. É por isso que uma equipe da alta gestão, composta por representantes de todas as regiões globais lançou a iniciativa "e²" (educação e meio ambiente), em meados de 2015. O objetivo é dar às pessoas melhor acesso à educação e ao mercado de trabalho, e incentivar a proteção ambiental. Em Barueri, São Paulo, Brasil, a Freudenberg apoia o CEPAC (Associação para a Proteção de Crianças e Adolescentes), uma organização sem fins lucrativos que promove o crescimento pessoal, social e cultural de crianças e adolescentes entre 11 e 17 anos, através da formação educacional e profissional, bem como a valorização de princípios éticos. A Freudenberg está patrocinando o Programa Profissionalizante com € 93 mil por três anos. Jovens recebem aulas complementares, por exemplo, de logística, TI ou administrativa, que visam prepará-los para o futuro, aumentando suas chances de encontrar um bom emprego. A ajuda de Freudenberg permitirá que por ano, 130 adolescentes participem do programa.

 

Perspectivas para 2016
Com base em sua análise recente, apesar de todos os desafios a serem enfrentados, o Grupo Freudenberg espera um crescimento nas vendas entre 1 e 3%,  e um lucro operacional ligeiramente acima dos números do ano anterior. Quase todas as Unidades de Negócios deverão contribuir para esse desempenho. Com base nesta previsão, a Freudenberg espera um desenvolvimento estável no seu retorno sobre as vendas.