Freudenberg amplia produção no Brasil

O Grupo Freudenberg, com atuação internacional, reforça o seu compromisso com a América do Sul. A empresa de tecnologia está investindo em produção de não tecidos e vedações no Brasil. Esses investimentos são parte de um orçamento de 40 milhões de Reais (aproximadamente 13,2 milhões de Euros) que a Freudenberg destinou em 2013 para investimentos na região em inovações, expansão da capacidade fabril e otimização geral de processos. Graças a novas tecnologias e novas linhas de produção, as fábricas de Jacareí e Diadema no Estado de São Paulo, estão sendo ampliadas para o futuro. "O Brasil é um dos mercados estratégicos para crescimento do Grupo Freudenberg, onde queremos de conquistar maior participação de mercado", explicou o Dr. Mohsen Sohi, Porta-Voz do Conselho de Administração do Grupo Freudenberg.

A Unidade de Negócios de Não Tecidos da Freudenberg inaugurará uma nova linha de produção para atender a demanda do mercado de higiene. Isso demonstra a importância da região da América do Sul. "Graças à estreita colaboração com os especialistas da Alemanha, no futuro estaremos em condições de fabricar produtos especializados para higiene ainda melhores, utilizando tecnologias testadas e comprovadas em não tecidos. Isso fortalecerá a nossa competitividade por sermos um Grupo de atuação global", declarou Juan Carlos Borchardt, Representante Regional da Freudenberg para a América do Sul. Essa decisão abre caminho para que a área de negócios de Não Tecidos aproveite outras oportunidades para crescer com lucratividade em nichos de mercado do segmento de higiene como fraldas descartáveis e absorventes femininos. "As vendas aumentarão significativamente com os não tecidos fabricados na nova linha de produção", declarou Borchardt com convicção. "A nossa gama de produtos atual será expandida. Estaremos em condições de fabricar soluções muito especiais – como não tecidos similares a algodão, impressos ou especialmente leves."

Além disso, o Grupo Freudenberg está também ampliando o seu compromisso com o setor automotivo e inaugurando uma nova linha de produção de componentes termoplásticos de alto desempenho em Diadema, junto com a sua Parceira Japonesa NOK (Nippon Oil Seal Industry Co., Ltd.). "O início da produção das seis máquinas de alta tecnologia será no começo deste ano. Isso representa uma fase decisiva da duplicação das vendas planejadas para a nossa Unidade de Negócios", explicou George Rugitsky, CEO da Freudenberg-NOK na América do Sul.

Depois dos EUA, da China e do Japão, o Brasil é o maior mercado automotivo do mundo. Especialistas preveem um aumento de 12 por cento na produção de veículos (para 3,8 milhões de veículos fabricados). Nas últimas semanas vários fabricantes automotivos anunciaram suas intenções de construir novas instalações de montagem na região. Para estar em condições de atender o crescimento da demanda de tecnologia de ponta, o Grupo Freudenberg está agindo proativamente com a sua nova linha de produção. A inauguração da linha de produção complementa as fábricas de componentes termoplásticos já existentes na Alemanha, Polônia, EUA, Índia, Tailândia, China, Coreia e Japão. Graças à nova unidade fabril será possível fabricar produtos adicionais personalizados para a região. A fabricação local permitirá também que o Grupo Freudenberg desenvolva relacionamentos ainda mais estreitos com os clientes existentes e conquiste novos clientes, não apenas no Brasil, mas em toda a América do Sul.