EagleBurgmann consolida estratégia de operação e colhe resultados das parcerias com Braskem, Deten e Solvay

A EagleBurgmann do Brasil, subsidiária da joint venture da japonesa EKK e do Grupo Freudenberg,  firmou ao longo de 2016 parcerias com a Braskem, Deten e Solvay, empresas que estão entre as principais do setor químico e petroquímico no mundo. Com estes acordos, atualmente em plena operação e que têm duração variável entre 3 e 4 anos, com possibilidade de extensão por até mais 2 anos, a EagleBurgmann consolida a sua estratégia de operação, adotada a partir de 2015, com a prestação de serviços de reparo em mais de 2.000 selos mecânicos no total – incluindo bombas e agitadores –, em 16 plantas destas companhias.

O escopo de atividades previsto nos contratos inclui a identificação e eliminação de maus atores, a padronização dos equipamentos, o treinamento para a equipe técnica dos clientes, a aplicação de engenharia on site em algumas localidades, o upgrade e modificação dos selos mecânicos e sistemas de selagem, além do suprimento de peças adicionais e novos selos, bem como serviços de recuperação de selos mecânicos.

O estabelecimento deste tipo de parceria é parte da estratégia da EagleBurgmann de expandir a sua participação na prestação de serviços especializados, com o foco na busca de oportunidades em manutenção e reparos técnicos, contando com a já conhecida expertise da empresa em selos mecânicos e de vedação. Principalmente a partir do ano de 2015, mediante o cenário econômico e político, de poucos investimentos e redução significativa nos serviços de pós-venda (manutenção e acompanhamento).

De acordo com Benito de Domenico Jr., Diretor Geral, "para colocar este novo modelo em prática, foi preciso analisar diversos fatores em relação a novos negócios potenciais, tanto em relação aos pontos fortes da nossa empresa, como também em relação às características operacionais de cada planta, aos desafios enfrentados pelos clientes e suas principais necessidades. Dessa forma, estamos mais bem preparados para executar um trabalho de altíssima competência", comenta.

O estudo envolveu não apenas a parte diretiva, mas também todo o time de Vendas, incluindo Serviço Técnico, Assistência Técnica, Engenharia de Produtos e departamentos de Engenharia de Aplicação, entre outros. Para 2017, a EagleBurgmann mantém a estratégia, buscando novas parcerias e ampliando a abrangência e qualidade dos serviços.